Neste ano, a família do PIME se enriquece com a ordenação de oito novos missionários. Um destes é o brasileiro Mateus Jensen Didonet, já destinado à Índia.

Na memória litúrgica de São João Maria Vianney, 4 de agosto, foi ordenado sacerdote do Pontifício Instituto das Missões Exteriores (PIME) o diácono Mateus Jensen Didonet, em sua paróquia de origem, Nossa Senhora do Lago, em Brasília. O arcebispo da capital, cardeal Sérgio da Rocha, presidiu a celebração eucarística e a imposição das mãos sobre Mateus.

Durante a semana anterior foi realizado o tríduo missionário, um forte momento de animação na paróquia e nas suas várias comunidades: visitas e bênçãos das famílias, Missas em todas as capelas, encontros, testemunhos missionários e adorações eucarísticas.

O superior regional do instituto no Brasil, padre Pedro Facci, representou o PIME durante a celebração. Desta, também participaram alguns coirmãos missionários, uma irmã das Missionárias da Imaculada, o clero local, vários religiosos e inúmeros parentes e amigos de Mateus, além de paroquianos.

Dom Sérgio, horas antes da ordenação, havia feito uma visita pastoral a uma igreja da capital. Ao falar com os fiéis, descobriu que a paróquia era do PIME, nos primórdios da diocese. Posteriormente, ela foi entregue ao clero diocesano. Seus antigos paroquianos têm ainda excelentes lembranças dos missionários. Por isso, durante a ordenação de Mateus, o cardeal salientou que “o instituto teve um papel importante na diocese, enquanto esta se firmava. E que agora, com a ordenação do padre Mateus, destinado para a Índia, a arquidiocese está pronta a também enviar um de seus filhos como missionário”.

Após a cerimônia houve um jantar beneficente. Os recursos angariados serão doados para a missão.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.